Domingo, 14 de Julho de 2024
10°C 16°C
Curitiba, PR
Publicidade

150 dias para Paris 2024: relembre curiosidades sobre as 150 medalhas olímpicas da história do Brasil

País conquistou a primeira medalha em 1920 e bateu recorde na última edição, em Tóquio

27/02/2024 às 11h42 Atualizada em 29/02/2024 às 07h46
Por: Redação Fonte: COB
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Faltam exatos 150 dias para a abertura dos Jogos Olímpicos Paris 2024. E esse número tem um significado especial para o Brasil. Afinal, o país conquistou até hoje 150 medalhas em toda a história do evento - 37 de ouro, 42 de prata e 71 de bronze

O objetivo em Paris será aumentar o máximo possível essa já vasta galeria de conquistas. Mas enquanto não chega a hora, relembre algumas curiosidades sobre as medalhas olímpicas do Brasil.

PRIMEIRAS MEDALHAS

A primeira medalha da história do Brasil em Jogos Olímpicos foi conquistada em 1920, na Antuérpia. O atirador Afrânio Antônio da Costa ficou com a prata na prova da pistola livre individual e inaugurou o quadro de medalhas brasileiro.

Já o primeiro ouro veio na mesma edição e na mesma modalidade, com o atirador Guilherme Paraense. Ele ganhou a prova do tiro rápido individual e subiu ao lugar mais alto do pódio. 

Os dois ainda fizeram parte da equipe brasileira que ganhou o bronze na pistola livre. 

 

MODALIDADES COM MAIS MEDALHAS

O judô é, disparado, a modalidade que mais rendeu medalhas ao Brasil na história. Ao todo, foram 24 conquistadas nos tatames ao redor do mundo, sendo quatro de ouro, três de prata e outras 17 de bronze. 

A lista dos esportes que mais medalharam continua com vela (19), atletismo (19), natação (15), vôlei de praia (13) e vôlei (11).

 

MAIORES MEDALHISTAS

Quando o assunto são os atletas que mais ganharam medalhas, aí a vela se destaca, já que os dois principais da história do país são da modalidade: Robert Scheidt e Torben Grael, ambos com cinco. 

Scheidt tem no impressionante currículo duas de ouro, duas de prata e uma de bronze, enquanto Torben ganhou duas de ouro, uma de prata e duas de bronze. 

 

FORÇA FEMININA 

As mulheres brasileiras vêm se destacando mais e mais a cada edição dos Jogos Olímpicos. A história que começou com a nadadora Maria Lenk, em 1932, sendo a primeira a pioneira a participar do evento, ganhou suas primeiras medalhas em Atlanta 1996. 

E elas vieram em dose dupla, já que Jaqueline Silva e Sandra Pires venceram Adriana Samuel e Monica Rodrigues na final do vôlei de praia, garantindo assim ouro e prata para o Brasil. 

A primeira medalha individual entre as mulheres foi com o bronze da judoca Ketleyn Quadros, em Pequim 2008, enquanto Maurren Maggi ganhou o primeiro ouro individual na mesma edição, no salto em distância. 

 

BICAMPEÕES OLÍMPICOS 

O Brasil conta com 15 atletas que conquistaram duas medalhas de ouro cada na história. São eles: Adhemar Ferreira da Silva (atletismo), Martine Grael, Kahena Kunze, Robert Scheidt, Torben Grael e Marcelo Ferreira (vela), Giovane, Maurício, Serginho, Fabi, Fabiana, Sheila, Paula, Thaisa e Jaqueline (vôlei).

 

RECORDES

Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 renderam ao Brasil o recorde de medalhas conquistadas em uma mesma edição, com 21 (sete de ouro, seis de prata e oito de bronze).

Esses sete ouros também representam um recorde para o país por edição, mesmo número obtido na Rio 2016.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias