Domingo, 22 de Maio de 2022

Nevoeiro

Curitiba - PR

Anúncio
Campeonato Brasileiro Série A

Coritiba faz grande jogo e busca empate contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte

Igor Paixão foi o grande destaque do Coxa, com um gol e uma assistência.

23/04/2022 às 22h57
Por: LEANDRO GEORGETE
Compartilhe:
Foto: Felipe Dalke/Coritiba Foot Ball Club
Foto: Felipe Dalke/Coritiba Foot Ball Club

Na noite deste sábado, o Coritiba foi até Belo Horizonte enfrentar o Atlético Mineiro no estádio Independência. A partida foi quente, aberta e em um grande jogo, o Coxa saiu de um 2 a 0 no primeiro, para o empate espetacular na etapa final.

O Coritiba foi a campo com desfalques no time titular: sem Léo Gamalho, Thonny Anderson, Andrey e o lateral Warley. Mesmo assim, enfrentou de peito aberto o atual campeão brasileiro e saiu de campo com o 2x2.

Primeiro tempo

A primeira chance de gol surgiu aos 5 minutos pelo lado atleticano com Rubens, que chegou na entrada da área e bateu colocado para a defesa de Muralha, que jogou para escanteio.

Na sequência, aos 7 minutos, foi a vez do Coritiba chegar perto do gol. Em boa jogada de Alef Manga pela direita, o atacante cruzou rasteiro para Régis que fez o pivô e rolou a bola para Igor Paixão na entrada da área. O camisa 98 chutou com perigo por cima do gol.

O Coxa partia para cima do Atlético. Sem medo, arriscava com as bolas mais abertas, principalmente com Manga e Paixão.

Aos 13 minutos uma ótima chance para a equipe visitante. Clayton lançou Régis pelo meio que chegou livre na área. Para a tristeza da torcida alviverde, o meia chutou em cima de Everson, deixando fácil a defesa.

O Galo tinha mais posse de bola mas não chegava com tanto perigo. No minuto 16, o Atlético teve mais uma chance de gol, mas Hulk não conseguiu aproveitar. O camisa 7 chutou por cima do gol com a perna direita.

Na sequência aos 18 minutos, Nacho fez boa tabela na entrada da área e chutou firme no canto direito do gol. Alex Muralha fez boa defesa e impediu o gol.

Na próxima jogada, Matheus Alexandre cruzou para Clayton que chegou cabeceando com perigo para o gol de Everson. Jogo quente e aberto até o momento.

Aos 22 minutos, em um contra-ataque mortal, Hulk recebeu perto da área e em apenas um passe conseguiu deixar Savarino cara a cara com Muralha. O atacante colocou a bola no fundo das redes. Primeiro gol do jogo no Independência.

O jogo esfriou um pouco e o Galo passou a tocar mais a bola na intermediária e com poucas chegadas ao gol do Coxa. Por outro lado, o Coritiba até tentava criar, principalmente no contra-ataque, mas não tinha efetividade.

Aos 35 minutos, Junior Alonso lançou a bola do campo de defesa direto para o ataque. Para a infelicidade Coxa-Branca, Guilherme Biro escorregou em uma bola que estava fácil para pegar, e acabou deixando ela livre para a Savarino. O atacante driblou o goleiro e empurrou para o gol. O segundo dele no jogo e o segundo gol atleticano.

As duas equipes até tiveram algumas chances no ataque, mas sem ter algum perigo para os dois goleiros no final do primeiro tempo.

O Coritiba começou bem o jogo, o ataque funcionou, porém após o primeiro gol do Galo, a equipe recuou um pouco e deixou a equipe mandante trocar mais passes e ir tocando o ritmo de jogo.

Segundo tempo 

A segunda etapa começou mais morna. A equipe do Atlético controlava a partida, trocava passes e até arriscava chegar à área adversária. Já o Coxa tentava diminuir a vantagem e buscava isso pelo lado esquerdo com Guilherme Biro e Igor Paixão.

Os primeiros 15 minutos da etapa final foram totalmente de ataque do Coritiba. O time buscou mais o lado esquerdo e foi por ali que saiu o gol alviverde. 

A alteração de Gustavo Morinígo surtiu efeito. O técnico do Coritiba sacou Alef Manga de jogo e incluiu no jogo Fabrício Daniel. Ele mesmo fez uma bela jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Igor Paixão, que dominou e chutou forte para o gol de Everson. Vantagem diminuiu para o Coxa, 2x1 Atlético. 

Fabrício Daniel entrou muito bem em campo, ligadão, propondo bastante o jogo e levando dor de cabeça para zaga atleticana.

O Atlético tentava aumentar a vantagem, porém a zaga Coxa-Branca estava bem ligada e protegia bem o gol.

Aos 32 minutos, uma grande dor de cabeça para o time do Atlético. Igor Paixão, deixou Mariano para trás, entrou na área e colocou no meio da pequena área para Adrián Martínez, que só empurrou a bola para as redes. Grande jogo e empate justo até então.

A partida ficou mais quente e voltou a ficar aberta às duas equipes. O Galo arriscava adentrar na área pelas bolas cruzadas, todas tiradas pela cabeça de um dos zagueiros do Coritiba.

O Coxa não conseguia atacar e era parado pela blitz montada pelo meio campo do Atlético. Por outro lado, o Galo chegava na área, mas era "estrangulado" pelos defensores adversários.

Assim o jogo se encaminhou para o apito final do árbitro aos 49 minutos do segundo tempo. 2x2, em uma grande partida das duas equipes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias