Domingo, 22 de Maio de 2022

Nevoeiro

Curitiba - PR

Anúncio
Esportes Olímpicos Tênis de mesa

Estrelas do tênis de mesa de Brasil e França se enfrentarão em período de treinamentos no Rio de Janeiro

Training Camp tem início no final de abril e desafio acontece no dia 7 de maio; Hugo Calderano, Vitor Ishiy, Eric Jouti, Simon Gauzy, Alexis Lebrun e Can Akkuzu são algumas das atrações

20/04/2022 às 16h30
Por: Redação Fonte: CBTM
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Arena Carioca I, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, será palco do “Desafio Brasil x França” de tênis de mesa no dia 7 do próximo mês. Nela, alguns dos melhores mesa-tenistas de cada nação vão à mesa para defender seus respectivos países: Hugo Calderano (3º colocado no ranking mundial), Vitor Ishiy (53º) e Eric Jouti (83º), do Brasil, encaram Simon Gauzy (21º), Alexis Lebrun (214º no sênior e 1º no sub-19) e Can Akkuzu (77º), da França. 

 

O número 3 do mundo e ídolo do tênis de mesa nacional, Hugo Calderano, volta a uma competição no Brasil depois de quatro anos. A última participação dele em um evento em seu país natal aconteceu no 52º Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa, em Concórdia (SC), em 2018. Na ocasião, ele foi o campeão do Absoluto A, principal categoria do Circuito TMB.

 

O desafio também marcará outro retorno. Desde 2017, mesa-tenistas europeus não disputam um campeonato no Brasil. O último compromisso por aqui foi o Aberto do Brasil, em São Paulo.

 

Dos seis envolvidos no desafio marcado para a Arena Carioca I, quatro tiveram como último evento internacional o WTT Star Contender, em Doha, no Catar. A competição foi realizada no final de março e presenciou Calderano alcançar as quartas de final, Simon Gauzy parar na fase de 32, Ishiy ficar na fase de 64 e Akkuzu cair na primeira rodada da fase de qualificação.

 

Por sua vez, Alexis Lebrun, de apenas 18 anos, vem de um título no Circuito Mundial da WTT. No início de abril, o francês – líder do ranking mundial sub-19 – disputou o WTT Youth Star Contender de Otocec, na Eslovênia, dominou as ações e ficou com o ouro do torneio individual. 

 

Já o último compromisso internacional de Eric Jouti foi o WTT Grand Smash, em Singapura, em que chegou à segunda rodada da fase preliminar do evento.

 

Antes do Desafio, Training Camp para brasileiros e franceses

 

O Desafio entre Brasil e França não é o único evento que acontecerá na Arena Carioca I. Previamente ao torneio, entre 28 de abril e 6 de maio, será realizado um Training Camp com a presença dos brasileiros e dos franceses confirmados no campeonato.

 

Além dos seis mesa-tenistas, o período de treinamentos reunirá atletas da Seleção Brasileira Feminina (Bruna Takahashi e Caroline Kumahara), treinadores da Seleção (Francisco Arado, o Paco; Hideo Yamamoto; e Jean-René Mounié) e vários atletas do Programa de Desenvolvimento de Talentos (Guilherme Teodoro, Richard Pinheiro, Mahayla Sardá, Karina Shiray, entre outros).

 

Um dos treinadores presentes no Training Camp, Jean-René Mounié acredita que a mistura dos atletas da Seleção Brasileira principal com os jovens proporcionará uma troca interessante para todos os lados.

 

“Ter um período de treino comum no Rio de Janeiro vai ser ótimo. Acredito que os jovens poderão aprender bastante treinando perto dos atletas da Seleção Brasileira. Com toda a certeza, os atletas da Seleção adulta vão receber muita energia e paixão dos jovens. Deve ser uma mistura bem interessante”, avaliou o técnico. 

 

Além disso, o francês ainda falou sobre a oportunidade que todos terão no Parque Olímpico do Rio de Janeiro de usar o Laboratório Olímpico do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

 

“Será um momento privilegiado para todos nós, jogadores e treinadores. Ter a oportunidade de contar com o Laboratório Olímpico, será uma vantagem importante também”, completou o treinador.

 

O técnico da Seleção masculina, Francisco Arado, o Paco, também ressaltou a importância deste momento: “É muito importante esse período de treinos aqui no Brasil, pois poderemos reunir a Seleção adulta para trabalhar e ao mesmo tempo servir de espelho para vários jovens jogadores do país que estarão treinando no mesmo ambiente. Hoje temos um dos melhores jogadores do mundo e esse desafio contra a França vai contribuir para a divulgação do tênis de mesa brasileiro”.

 

 

Fonte: CBTM

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias