Domingo, 22 de Maio de 2022

Nevoeiro

Curitiba - PR

Anúncio
Campeonato Brasileiro Brasileirão Atletiba

Como vem a dupla Atletiba para este início de campeonato brasileiro?

Alviverde tem mais chance de estrear com o pé direito do que o rubro-negro

09/04/2022 às 11h52 Atualizada em 13/04/2022 às 09h01
Por: Eduardo Souza
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Neste domingo (10) Athletico e Coritiba dão início a sua caminhada no Brasileirão 2022 e a dupla Atletiba encara a competição em momentos distintos na temporada.

Athletico

A equipe principal do técnico Alberto Valentim fez poucos jogos oficiais no ano e o pouco que se viu não empolgou o torcedor.

Mesmo com a sua maior janela de contratações da história, foram 15 contratações até o momento, o futebol apresentado ainda não convenceu.

Como o Furacão opta por uma pré-temporada mais longa para o time principal, encarou o campeonato paranaense com a equipe de aspirantes e alguns jogadores do time principal, já que o torneio limitava o número de inscritos a 35 atletas.

A estratégia não funcionou. Diante do rival foram três jogos: com dois empates e uma derrota, resultando em uma eliminação na semifinal e com o Coritiba conquistando o seu trigésimo nono título estadual na final diante do Maringá.

O torcedor atleticano ainda teve um leve deslumbre de felicidade, quando o rubro-negro venceu o América-MG em um amistoso realizado na Arena da Baixada por 4 a 0.

No entanto, toda a empolgação veio por terra na estreia da Libertadores com o empate por 0 a 0 com o fraco Caracas, da Venezuela.

Neste domingo, o Athletico visita o São Paulo, no Morumbi, às 19h. Apesar de pressionado (e muito) pela torcida, Alberto ainda tem o seu trabalho bem avaliado internamente pela diretoria atleticana. O rubro-negro deve contar com as estreias do uruguaio Agustin Cannobio e de Vitinho, ambos devem iniciar no banco de reservas.

O rubro-negro deve ir a campo com poucas alterações em relação ao time que estreou na Libertadores diante do Caracas, Pablo é dúvida no ataque com um desconforto muscular e Khellven deve entrar na lateral no lugar de Orejuela, que por questões contratuais não enfrenta o São Paulo:

Bento; Khellven, Pedro Henrique, Zé Ivaldo (Lucas Halter) e Abner; Hugo Moura, Christian (Bryan García) e David Terans; Cuello, Vitor Bueno (Rômulo) e Marcelo Cirino.

Coritiba

Já o alviverde entra embalado na competição. A manutenção do técnico paraguaio Gustavo Morínigo para 2022 deu certo. O Coritiba voltou a ser campeão paranaense depois de cinco anos e se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil.

As contratações, mesmo que pontuais, deram certo. O volante Andrey caiu como uma luva no meio de campo alviverde, Alef Manga vem colaborando muito no ataque e Thonny Anderson reencontrou o bom futebol.

Dos remanescentes da equipe que conquistou o acesso a série A no ano passado, destaque para Igor Paixão que foi o melhor jogador do Coritiba no campeonato estadual.

Apesar do bom início de ano, a diretoria e o elenco alviverde mantêm os pés no chão. O primeiro objetivo da equipe é se garantir na primeira divisão para o ano que vem, para quem sabe depois alçar voos mais altos na competição.

O Coritiba estreia em casa, também no domingo, só que às 11h diante do Goiás, no Couto Pereira.

A equipe deve ser a mesma que venceu o Maringá na final do campeonato paranaense por 4 a 2:

Alex Muralha; Warley, Henrique, Luciano Castán e Egídio; Willian Farias, Andrey e Thonny Anderson; Igor Paixão, Alef Manga e Léo Gamalho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias