Domingo, 22 de Maio de 2022

Nevoeiro

Curitiba - PR

Anúncio
Futebol Libertadores

Athletico estreia com um empate sem gols na Copa Libertadores da América

Mesmo jogando melhor, faltou qualidade ao rubro-negro para tirar o 0 do placar

05/04/2022 às 19h17 Atualizada em 06/04/2022 às 09h25
Por: GUILHERME DIAS
Compartilhe:
Foto: Divulgação/CAP
Foto: Divulgação/CAP

No início da noite desta terça-feira (05), o Athletico Paranaense foi até Caracas, na Venezuela para enfrentar o time da casa em sua estreia pela Copa Libertadores da América 2022. Em uma partida disputada e com algumas chances de gol, faltou qualidade na hora de decidir para as duas equipes tirarem o 0 do placar, terminando a partida em 0x0.

Essa foi a primeira vez que as duas equipes se enfrentaram na maior competição da América do Sul. Anteriormente, os clubes se cruzaram nas oitavas de final da Sul-Americana de 2018. O Furacão, que se sagrou campeão, venceu as duas: 2x0 fora e 2x1 em casa.

O Jogo

A partida começou em alta voltagem, com o Caracas chegando a meta athleticana com menos de 1 minuto. O Furacão, porém, não se abateu, e mostrou que seria um visitante incomodo, aos 4 minutos, Pablo recebeu lançamento e ajeitou para Terans na cara do gol, o uruguaio chutou e o goleiro Baroja, bem colocado, fez uma linda defesa.

As equipes mostraram que queriam buscar o gol e buscavam o ataque a todo momento. Enquanto o Caracas tinha mais a bola, o Athletico quando roubava, levava mais perigo. Aos 13 minutos, Orejuela falhou, e Akinyoola puxou o contra-ataque, ele tocou para Bonsu na direita, que chutou mascado pra fora.

Aos 20, novamente os venezuelanos chegaram ao ataque, Bonsu evitou a saída da bola pela linha de fundo, rolou pra trás pra Akinyoola que chutou firme, Bento encaixou. Com 36 minutos, Cuello fez linda jogada, vai ao fundo e chutou cruzado, Baroja defendeu, a zaga falhou no rebote e Terans tento o chute, para nova defesa do goleiro.

Faltou capricho

Chegando aos 40 minutos, mais uma chance perdida por Terans. Lucas Halter fez a jogada e lançou Pablo, o atacante fez o pivô e ajeitou para o uruguaio só estufar a bola para as redes, ele chutou para fora. O jogo ainda seguiu em alta, até o apito final do árbitro Andres Rojas, para encerrar a primeira etapa em 0x0.

2º Tempo

O segundo tempo começou com o Furacão ditando o ritmo. Logo aos 5 minutos, Oerjuela cruzou para área, Cirino furou, mas a bola bateu no zagueiro e voltou pra ele, Baroja se atirou em cima do atacante para salvar a meta. Quatro minutos depois, mais Athletico, em cobrança de falta da intermediária, Terans colocou com efeito, no alto, o goleiro se esticou todo para buscar a bola e mandar para escanteio.

O Athletico começou a se perder dentro do próprio campo, entregando a posse de bola para o time venezuelano. Valentim então resolveu chamar Marlos para entrar na partida, no lugar de Pablo.

Aos 17 minutos, Christian recebeu na intermediária, ajeitou e bateu com força, Baroja novamente apareceu para salvar o time da casa. O futebol começou a cair, e as faltas aumentaram, o clima tenso entre as equipes começaram a causar pequena confusões dentro de campo, que geraram cartões amarelos.

A partida esfriou, mas o Caracas mostrou que ainda estava vivo. Aos 29 minutos, após cobrança de escanteio, Fereira pegou o rebote e bateu com veneno, Bento se esticou todo para defender e mandar para escanteio. 

Mais um gol feito perdido

O relógio marcava 34 minutos, quando o Athletico chegou novamente. Abner cruzou para área, Cirino tirou o zagueiro da jogada e a bola sobrou limpinha para Terans, o uruguaio bateu mascado, pra fora, perdendo o 3º gol feito que teve chance na partida. Um minuto depois, o Caracas respondeu, Akinyoola recebeu nas costas de Lucas Halter e bateu em cima de Bento.

Mesmo com mudanças, as duas equipes tentavam criar, mas faltava qualidade no momento da finalização. No último minuto, Akinyoola teve a chance do jogo, ele bateu firme, Bento fez uma bela defesa para salvar o Athletico. Fim de jogo na Venezuela, Caracas 0x0 Athletico.

Na próxima partida, o Furacão pega o The Strongest em casa, no dia 14 de abril, às 19h.

 

FICHA TÉCNICA

Data: 05 de abril de 2022 (terça-feira)

Horário: 19h15 (horário de Brasília)

Estádio: Estadio Olímpico de la Universidad Central de Venezuela (Caracas/Venezuela)

Árbitro: Andres Rojas (COL)

Assistentes: Sebastian Vela (COL) e David Fuentes (COL)

Quarto árbitro: Michael Espinoza (PER)

 

Cartões amarelos: Hugo Moura (Athletico), Notaroberto (Caracas)

 

GOLS

 

Caracas: Baroja; Fereira, Rivero, Quijada, Notaroberto; Edson Catillo, Carlos Suárez, Bonsu Osei (Vicente Rodríguez), Luis Ramírez (Luis González), Guarirapa (Ovando) e Akinyoola.

Técnico: Francesco Stifano

 

Athletico: Bento; Orejuela (Khellven), Pedro Henrique, Lucas Halter, Abner; Hugo Moura, Christian (Rômulo), Terans; Marcelo Cirino, Cuello (Vitor Bueno) e Pablo (Marlos).

Técnico: Alberto Valentim

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias