Domingo, 22 de Maio de 2022

Nevoeiro

Curitiba - PR

Anúncio
Esportes Olímpicos Ginástica Artística

Carolyne Pedro e Júlia Soares fazem treino de pódio para etapa da Copa do Mundo em Baku

Torneio por aparelhos começa nesta quinta-feira e terá as atletas como representantes da ginástica artística brasileira

31/03/2022 às 11h20
Por: Redação Fonte: Confederação Brasileira de Ginástica
Compartilhe:
Foto: Wander Roberto/COB
Foto: Wander Roberto/COB
A ginástica artística feminina brasileira terá em Carolyne Pedro, de 21 anos que retorna de uma cirurgia feita no ano passado, e em Júlia Soares, apenas 16 anos e nova integrantes da seleção brasileira, suas representantes na etapa da Copa do Mundo por aparelhos em Baku. As duas participaram do treino de pódio ontem para o campeonato que inicia nesta quinta-feira, dia 31, e segue até domingo, dia 3. 
 
Júlia deixou sua marca na modalidade ao homologar um novo elemento no código de pontuação no Campeonato Pan-americano no ano passado: o “candle mount” com meia volta, ou uma entrada em vela com meia pirueta. Essa nova entrada nasceu de uma sugestão da treinadora da Seleção Brasileira, Iryna Ilyashenko.
 
A ginasta Carolyne Pedro fez parte da equipe do Brasil que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, no Peru, ao lado de Flávia Saraiva, Lorrane Oliveira, Jade Barbosa e Thaís Fidelis.
 
Filha da ex-ginasta Gleise Mercer, Carol ingressou no mundo da ginástica de forma curiosa – como a mãe dela trabalhava fora, a garota foi inscrita no CEGIN aos quatro anos de idade para não ficar sozinha em casa. Sua treinadora era a tia, Deise Mercer. Em 2016, Carol se destacou ao conquistar o bronze no solo na etapa de São Paulo da Copa do Mundo, e ajudou a equipe brasileira a assegurar vaga olímpica na Rio 2016 no evento-teste. Naquela edição dos Jogos, foi reserva da Seleção.
 
“Planejamos, para essa Copa do Mundo, uma oportunidade para que a Júlia pudesse ter sua primeira experiência num evento com essa envergadura. Já a Carol está voltando a competir depois de passar por uma cirurgia. Está recuperada e vai competir em três aparelhos, assim como a Júlia. As duas vão competir na trave, solo e nas paralelas assimétricas. Acreditamos que as duas podem brigar por medalhas nos dois primeiros aparelhos”, diz a treinadora Iryna.
 
Fonte: CBG
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias