Domingo, 28 de Novembro de 2021
21°

Nuvens esparsas

Curitiba - PR

Anúncio
Futebol Copa do Brasil

Com pênalti no apagar das luzes, Athletico e Flamengo ficam no empate na Arena

Com o resultado, uma vitória simples para qualquer um dos lados no jogo da volta garante a equipe na grande final

20/10/2021 às 21h27 Atualizada em 20/10/2021 às 23h43
Por: GUILHERME DIAS
Compartilhe:
Foto: Gustavo Oliveira
Foto: Gustavo Oliveira

Na noite fria desta quarta-feira (20), Athletico e Flamengo se enfrentaram na Arena da Baixada, em Curitiba, pela primeira partida da semifinal da Copa do Brasil. Em um jogo pegado e muito disputado, as duas equipes buscaram o gol do começo ao fim, e com um pênalti marcado aos 52 minutos do segundo tempo para o Flamengo, as equipes ficaram no empate por 2x2. A decisão agora ficará para o jogo da volta, no estádio do Maracanã.

Apesar do empate, a torcida terminou a partida aplaudindo o time, e o técnico Alberto Valentim, que tem seu trabalho muito contestado, desde sua chegada. Com o empate, o rubro-negro chegou a 4ª partida seguida sem vencer, e agora precisa ganhar no Rio de Janeiro para garantir a sua vaga na grande final.

O Jogo

A partida começou morna, com as duas equipes se estudando e buscando espaços para conseguir encaixar o ataque. A primeira chegada só foi acontecer aos 6 minutos, Nikão recuperou a bola no ataque, carregou pela intermediária e arriscou o chute, a bola subiu e saiu.

O Furacão então tinha mais a bola e encaixava mais passes, mas que acabavam que não se revertiam em situações de gol.

O Flamengo respondeu aos 12,em uma cobrança de escanteio ensaiada, a bola foi  rolada na entrada da área para Everton Ribeiro, ele cruzou e Willian Arão desviou pra fora. O Furacão então passou a ter mais a bola e encaixar mais passes, mas que acabaram não revertendo em situações de gol.

A ducha de água fria

E quando o rubro-negro paranaense estava melhor, veio a ducha de água fria. Aos 14 minutos, em uma cobrança de falta pra área, a zaga afastou mal, Gabriel pegou o rebote e chutou, a bola desviou e foi parar nos pés de Thiago Maia, que sozinho, só teve o trabalho de colocar a bola pra dentro do gol. 1x0 Flamengo.

O Athletico sentiu o gol, e passou a ficar nervoso no jogo, sofrendo com contra ataques perigosos do Mengão. Aos 20 minutos, Gabigol dominou no bico da área e tentou o chute, Santos bateu roupa e Thiago Heleno afastou para escanteio. Na cobrança, Willian Arão subiu no meio dos zagueiros e cabeceou forte, mas o goleiro athleticano encaixou e não soltou.

O Furacão só foi atacar novamente aos 35 minutos, Pedro Henrique ganhou no meio e acionou Cittadini, que chutou pra fora. A melhor chance do time da casa foi aos 39, na cobrança de escanteio de Terans, Erick subiu na marca do pênalti e cabeceou pra baixo, Diego Alves bem colocado defendeu. 

A torcida fazia sua parte e tentava apoiar o Athletico, que ainda tentou uma última vez, aos 45 minutos, com Terans, mas o meia uruguaio chutou pra fora. Fim de papo na primeira etapa, Athletico 0x1 Flamengo.

Empate logo no início do segundo tempo

A partida começou quente no segundo tempo, com as duas equipes jogando a bola pra frente. Aos dois minutos, no primeiro ataque do Furacão, Terans recebeu no fundo e tentou o chute, a bola, a zaga rachou e a bola foi pra escanteio. Na cobrança, o uruguaio colocou na cabeça do zagueiro Pedro Henrique, que cabecou forte, no canto, sem chances para Diego Alves, era o empate do time da casa. Athletico 1x1 Flamengo.

Apesar de levar o empate, a equipe carioca seguia pressionando, e passou a ter mais a bola. Aos 5 minutos, Isla cruzou para Thiago Maia, que dominou, ajeitou o corpo, mas bateu com muita força pra fora. Aos 10, outra chegada do Flamengo,Michael avançou pela esquerda, tentou balançar em cima do zagueiro e chutou pra fora, sem perigo.

Torcida como 12º jogador

A torcida athleticana tentava incentivar o time, e cada bola defendida era comemorada como um gol. Com o empate no placar, o Athletico tentava atacar, mas errava muitos passes, oferecendo o contra ataque ao rubro-negro carioca. Aos 22 minutos, Renato Gaúcho resolveu mexer no time pela primeira vez e tirou Gabigol, que saiu machucado, para entrada de Pedro.

O apoio se converte em gol

O relógio marcava 25 minutos, quando o Athletico, empurrado pela torcida, puxou o contra ataque, Terans, lutou, perdeu e ganhou a bola do zagueiro, tocando pra trás para Abner. O lateral ergueu a cabeça e cruzou com açúcar, para Renato Kayzer testar com força, sem chances para o chão, longe do alcance de Diego Alves. Era a virada rubro-negra explodir a Arena, Furacão 2x1. 

Com a virada, Renato mexeu novamente na equipe, colocando Vitinho e Diego nos lugares de Michael e Thiago Maia. Alberto Valentim, finalmente respondeu, chamou Pedro Rocha para o lugar de Renato Kayzer.

Passados 30 minutos, começou a faltar perna para os jogadores das duas equipes, que caiam no chão com frequência e mostravam visível cansaço. Valentim mexeu novamente colocando o garoto Jader e o experiente Fernando Canesin em campo. 

No apagar das luzes, pênalti

Na reta final da partida, o Flamengo pressionava para tentar buscar o empate. Pedro recebeu na área, dividiu com Santos e a bola sobrou viva, até Pedro Henrique chutar em cima do atacante e a bola sair pra tiro de meta. O árbitro acrescentou 6 minutos de acréscimo, e a posse de bola era toda da equipe visitante. Até que, aos 48 minutos, a equipe do Flamengo reclamou de pênalti de Lucas Fasson em cima de Pedro.

Um início de confusão começou, e após 3 minutos de checagem, o VAR chamou o chamou o árbitro Luiz Flavio de Oliveira para ir ao vídeo, que acabou marcando o pênalti. Pedro foi para a cobrança e bateu rasteiro, no meio do gol, empatando a partida, Athletico 2x2 Flamengo.

Não restando tempo para mais nada, a bola rolou, e o juíz soou o apito final. Fim de jogo na Arena, Athletico 2x2 Flamengo.

Resultado

Com o resultado, uma vitória simples para cada lado garante um dos dois times na grande final. A partida de volta acontece na quarta-feira que vem, dia 27 de outubro, às 21h30, no Maracanã.

 

FICHA TÉCNICA

Data: 20 de outubro de 2021 (quarta-feira)

Horário: 21h30 (horário de Brasília)

Estádio: Arena da Baixada (Curitiba/PR)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

VAR: José Claudio Rocha Filho (Fifa-SP)

 

Cartões amarelos: Andreas Pereira (Flamengo), Léo Cittadini (Athletico), Rodrigo Caio (Flamengo), Leo Pereira (Flamengo), Fernando Canesin (Athletico),Lucas Fasson (Athletico), Nikão (Athletico)

 

GOLS:

Athletico: Pedro Henrique, aos 2 minutos do 2T. Renato Kayzer, aos 25 minutos do 2T.

Flamengo: Thiago Maia, aos 14 minutos do 1T. Pedro, aos 52 minutos do 2T.

 

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno, Nicolás Hernández (Lucas Fasson); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin), Abner; Nikão, David Terans (Jader) e Renato Kayzer (Pedro Rocha).

Técnico: Alberto Valentim

 

Flamengo: Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Felipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia (Vitinho), Everton Ribeiro, Andreas Pereira (Kennedy), Michael (Diego) e Gabriel (Pedro).

Técnico: Renato Gaúcho

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias