Quarta, 27 de Outubro de 2021
20°

Céu encoberto

Curitiba - PR

Campeonato Brasileiro Série B

Coritiba vence o Guarani na volta dos torcedores ao Couto Pereira

Com a vitória o Coxa chega aos 52 pontos e dispara na liderança da Série B, seguido de Goiás, com 45 pontos

25/09/2021 às 22h57 Atualizada em 25/09/2021 às 23h00
Por: LEANDRO GEORGETE
Compartilhe:
Foto: Twitter/Coritiba Foot Ball Club
Foto: Twitter/Coritiba Foot Ball Club

Nada melhor do que saborear a vitória com os torcedores. Na volta do público ao Couto Pereira, o Coritiba venceu o Guarani por 1 a 0 e disparou na liderança da Série B, com 52 pontos. Com o gol de Guilherme Biro, ainda no primeiro tempo, o Coxa contou com o pênalti perdido da equipe paulista para segurar a vitória e fazer a festa junto com a torcida no Couto.

O jogo: 

Com o apoio da torcida, o Coritiba já começou a partida indo para cima. Avançando a marcação e chegando próximo do gol logo no início. A defesa do Guarani conseguia evitar as grandes oportunidades e cortava todos os cruzamentos vindo pelo lado direito do Coxa. 

Apesar da pressão do time da casa, quem teve a grande chance de abrir o placar primeiro foi o time visitando, aos 10 minutos, com um belo chute de longe de Júlio Cesar que parou no peito de Wilson. 

Novamente com o atacante Júlio Cesar, o Bruge chegou perto do gol. O camisa 94 pegou o rebote já dentro da área e bateu colocado tirando Wilson da jogada. A bola passou rente a trave esquerda do Coxa. 

O jogo seguiu no ataque Coxa-Branca contra a defesa do Guarani. O Coritiba tentava a bola aérea, mas a defesa alviverde levava a melhor em todas. Em uma falta frontal, Val soltou a bomba, o goleiro Rafael Martins espalmou para dentro da área e Guilherme Biro chutou no rebote para fazer 1 a 0 para o Coxa.

A partida ficou no perde e ganha no meio campo e nenhum dos dois times conseguia aproveitar o ataque. Robinho foi quem chegou mais próximo do gol, quando bateu firme na bola na entrada da área e Rafael teve que se esticar todo para defender. E assim seguiu, no 1 a o até o fim do primeiro tempo. 

O começo do segundo tempo não foi diferente da primeira etapa. O Coxa seguiu atacando e logo aos 5 minutos, o autor do gol, Guilherme Biro ficou com o rebote na entrada da área e mandou de primeira, para o susto da defesa visitante. 

A segunda etapa foi mais truncada, com algumas faltas e pouca criação dos dois times. Aos 17 minutos, quase saiu o segundo gol Coxa-Branca. Biro colocou a bola na cabeça de Igor Paixão, que cabeceou firme em direção ao gol. Rafael Martins fez grande defesa e espalmou a bola. 

Aos 21 minutos, Wilson mostrou seu reflexo ao fazer uma linda defesa. Bidu entrou livre na área e chutou de canhota. Mas para a sorte do líder do campeonato, Wilson estava lá.

E o Guarani continuou pressionando e aos 38 quase chegou no empate duas vezes no mesmo lance. Lucão do Break soltou a bomba em chute cruzado e Wilson fez grande defesa. Na sequência, Renanzinho chuta e a bola é desviada para escanteio. 

No escanteio um momento de tensão para a torcida Coxa-Branca. Foi marcado pênalti de Waguininho em Bruno Silva após a checagem do VAR. Na cobrança, Régis soltou o pé e acertou uma pancada no travessão. No rebote foi marcado impedimento.

E assim foi até os 50 minutos do segundo tempo. Vitória do Coxa por 1 a 0. 

Próximo jogo do Coritiba será às 21h30 da terça-feira (28) contra o Confiança, em Curitiba no Couto Pereira.

Ficha Técnica Coritiba 1 x 0 Guarani

Data:  25 de setembro de 2021 (Sábado).

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira - Curitiba/PR.

Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa

Escalações

Coritiba: Wilson; Natanael; Henrique; Luciano Castán; Guilherme Biro; Matheus Sales; Val (Jhony Douglas); Robinho (Gustavo Bochecha); Rafinha (Waguininho); Igor Paixão (Guilherme Azevedo) e Léo Gamalho (Wellington Carvalho).

Cartões amarelos: Robinho

Gols: Guilherme Biro aos 29 minutos do 1T.

Guarani: Rafael Martin; Mateus Ludke; Thales (Carlão); Ronaldo Alves (Lucão do Break); Bidu; Bruno Silva; Rodrigo Andrade (Índio); Régis; Bruno Sávio (Renanzinho); Júnior Todinhho (Andrigo) e Júlio César.

Cartões amarelos: Bruno Sávio, índio

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias