Segunda, 27 de Setembro de 2021 07:50
(41) 98889-8341
Tóquio 2020 Maratona 42km

Eliud Kipchoge é bicampeão olímpico na maratona

Os brasileiros Daniel do Nascimento, Daniel Chaves desistiram da prova e Paulo Roberto de Paula terminou em 69º

07/08/2021 20h53 Atualizada há 2 meses
Por: GUILHERME DIAS
Foto: REUTERS/Feline Lim
Foto: REUTERS/Feline Lim

Na noite deste sábado (07), aconteceu a prova mais nobre e que deu origem aos Jogos Olímpicos. A maratona de 42.195km, que é a última prova do atletismo a ser disputada nas Olimpíadas, tinha em sua disputa três brasileiros, Daniel do Nascimento, Daniel Chaves e Paulo Roberto de Paula. 

O atual dono do recorde mundial é o queniano Eliud Kipchoge, com 2:01:39, conquistado em 2018. Eliud também é o atual campeão olímpico, tendo vencido a prova na Rio 2016 com o tempo de 2:08:44, e que era apontado como principal favorito na prova deste sábado.

Os melhores tempos dos representantes brasileiros antes das olimpíadas foram:

- Daniel Chaves: 2:11:10

- Daniel Nascimento: 2:09:05

- Paulo Roberto de Paula: 2:10:08

A prova 

A corrida começou disputada, com o pelotão da frente saindo em um ritmo muito forte. Os corredores levaram apenas 6:30 para percorrer os 2 primeiros quilômetros da prova. Na passagem dos 5km, o alemão Amanal Petros e o colombiano Jeison Alexander Suarez puxavam o ritmo, liderando a prova, com o brasileiro Daniel Nascimento logo atrás.

Quando a prova chegava aos 10km, o favorito ao ouro e atual campeão olímpico assumiu a ponta com uma parcial de 30:53, mas com muitos atletas na cola, incluindo o brasileiro. Dois atletas acabaram sentindo a coxa e desistiram da prova, Shura Kitata, da Etiópia e Joohan Oh, da Coreia do Sul.

Brasileiros desistem da prova

Com 15km, Daniel Nascimento deu uma apertada no ritmo e assumiu a ponta da prova, ainda faltava muito, mas o atleta se colocava muito bem diante dos concorrentes. Mas quando tudo parecia bem, aos 20km de prova, Daniel passou mal, parou e caiu no chão, ele tentou se levantar, mas alguns metros depois caiu de novo, vomitou e desistiu da prova.

O outro brasileiro, Daniel Chaves, também já havia deixado a prova com problemas, restando somente Paulo de Paula, que estava muito atrás do pelotão principal. 

Entrando na casa dos 30km, Kipchoge, conseguiu abrir uma leve distância do pelotão. O campeão olímpico liderava a prova com 1h40 de prova. O único brasileiro na prova estava na 79ª posição.

35km

Faltavam apenas 5km para a prova encerrar e o queniano abriu mais de 30 segundos para o segundo colocado, passando com parcial de 1:46:59, o segundo colocado era o também queniano Lawrence Cherono com 1:47:59 e o terceiro Ayada Lamdassem, da Espanha, com 1:47:26.

A prova ia se encaminhando para o final, e o bicampeonato era cada vez mais certo, com 37.5km, Kipchoge abriu mais de 1 minuto para os adversários.

40km

A distância já era praticamente inalcançável quando o queniano passou pela marca dos 40km. A diferença pro segundo colocado subiu para 2:17. O compatriota Cherono se mantinha na briga pela segunda posição, o holandês pulou para terceiro, deixando os atletas da Espanha e da Bélgica para trás.

Já cemocionado, o queniano apontou na linha de chegada e já comemorava com a torcida presente nas ruas de Tóquio, e cruzou a linha de chegada com o tempo de 2:08:38. A disputa pelas outras posições do pódio foi emocionante até o final, nos últimos 100m o holandês Abdi Nageeye ultrapassou Lawrence Cherono, ficando com a prata, no tempo de 2:09:58 e praticamente na linha de chegada, o belga Bashir Abdi, também ultrapassou o queniano, para garantir o bronze com 2:10:00.

O brasileiro Paulo Roberto de Paula terminou a prova na 69º colocação com o tempo de 2:26:08.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias