Segunda, 27 de Setembro de 2021 06:38
(41) 98889-8341
Tóquio 2020 Vôlei masculino

Brasil vence de virada os Estados Unidos e salta na classificação do vôlei masculino

A próxima partida da seleção brasileira é contra a França, no sábado (31), valendo a classificação para as oitavas de final

30/07/2021 01h19 Atualizada há 2 meses
Por: GUILHERME DIAS
Foto: Toru Hanai/Getty Images
Foto: Toru Hanai/Getty Images

Brasil e Estados Unidos travaram um duelo de encher os olhos na noite desta quinta-feira (30), manhã de sexta-feira no Japão. A seleção brasileira saiu perdendo, mas na raça, foi buscar a virada e venceu os americanos por 3 sets a 1, com parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20.

Com o resultado, o Brasil da um salto na classificação e chega a 8 pontos, ficando na 2ª colocação do Grupo B, atrás apenas do Comitê Olímpico Russo, que tem 9 pontos. Já os Estados Unidos, caem para 3ª posição, se mantendo com 6 pontos.

1º set de arrepiar

A partida começou complicada para a seleção brasileira, com os americanos abrindo 5x0, Renan Dal Zotto parou o jogo e o Brasil reagiu. Na volta para partida, foi um ponto atrás do outro, até empatar o jogo. A equipe brasileira conseguiu se encaixar na partida e Wallace sacou com muita força para virar o placar em 9x8.

As duas equipes estavam muito fortes no ataque, e o Estados Unidos se defendia melhor, nenhum dos dois times deixava o outro abrir. Quando o jogo se encaminhava para o final do primeiro set, Bruninho recebeu uma bolada no peito, que voltou para quadra americana e DeFalco mandou pra fora, set point para o Brasil. 

Mas quem achava que ia ser fácil, se enganou, ponto a ponto, os brasileiros passaram dos 25 e foram até os 30 pontos, em mais de 40 minutos de partida. Os Estados Unidos conseguiram virar o marcador e chegaram ao 4º set point, quando Leal errou na recepção, e tomou uma medalhada para fechar o set em 30/32, 1 set a 0 para os EUA

Brasil equilibra e leva o 2º set na raça

O segundo set o jogo ficou mais equilibrado, nenhuma das equipes conseguia desgarrar e abrir uma vantagem, até que finalmente bloqueio funcionou, e Maurício fechou a porta para DeFalco, abrindo 2 pontos, logo depois, Wallace fez um buraco no chão adversário, e Leal, de ace fez mais um, 13x9. 

Apesar da vantagem, os americanos continuavam firmes na partida e foram buscar o placar, Renan pediu tempo para esfriar um pouco o jogo. Na volta, os americanos vieram com mais força e conseguiram o empate e a virada 16x15, porém, logo o Brasil conseguiu retomar o controle da partida, e com bloqueios e ataques de Lucão, a seleção brasileira voltou abrir 3 pontos. Quando a partida parecia resolvida, os EUA equilibraram o jogo e empatam novamente em 22x22, mas na raça, o Brasil buscou o jogo e chegou ao set point, fechando o set com um ataque do meio quadra de Alan em 25/23. Tudo igual, 1 set a 1.

3º set vencido na sabedoria

Com as duas equipes um pouco mais cansadas, o 3º set também iniciou com as equipes jogando parecido, com o Brasil ligeiramente melhor. Ponto a ponto os times tentavam tomar a frente do marcador, mas ninguém conseguia se distanciar. A experiência dos brasileiros fazia a diferença, e Lucarelli, com dois saques seguidos a mais de 100 km/h, abriu 10x7. 

Wallace apareceu para o jogo e começou a se destacar fazendo pontos importantes, abrindo 5 de vantagem. Os Estados Unidos conseguiram diminuir, mas os brasileiros continuavam melhor e tinham o controle do jogo, e souberam administrar. Com erro americano, seleção brasileira tem set point, no side-out, Bruninho chutou para Lucão no meio que cravou o ponto do set 25/21, era a virada brasileira, 2 sets a 1.

4º set para consagrar a vitória

No último set, os americanos começaram com força total, abrindo 4x2 na partida, mas os brasileiros estavam concentrados e obstinados a ganhar a partida e não deixaram a vantagem permanecer. Com dois erros seguidos dos EUA, o Brasil empatou e virou. Lucarelli, em mais um ace, abriu 10x8. Com o placar em 15x13, o juiz deu bola fora de Leal, Renan pediu o desafio e ganhou, ponto brasileiro 16x12. No lance seguinte, mais um erro dos americanos, o 29º da partida, o Brasil abriu 5 pontos de vantagem.

Com 18x15 no placar, Sander conseguiu seu segundo ace na partida e passou a diminuir a vantagem, Dal Zotto parou a partida para esfriar o bom momento. A pausa deu certo e o Brasil chegou aos 20 pontos com 3 de vantagem. Quando os EUA ameaçaram empatar, DeFalco atacou pra fora, o técnico John Speraw pediu desafio e perdeu, 21x19 para o lado brasileiro.

O final de set foi tenso, mas com dois contra-ataques, o Brasil chegou ao set point e tinha 4 chances de vencer a partida, mas precisou só de 1, Leal na largadinha fechou o set e a partida, 25/20, 3 sets a 1.

Próximo compromisso

A próxima partida da seleção brasileira é contra a França, no sábado (31), às 23h05. Já os Estados Unidos, jogam no domingo (01), às 9h45 contra a Argentina.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias