Segunda, 27 de Setembro de 2021 07:52
(41) 98889-8341
Tóquio 2020 Vôlei Feminino

Brasil vence o Japão fácil e mantém a segunda colocação no grupo do vôlei feminino

Brasileiras começaram muito bem na partida e o Japão endureceu o jogo ao longo do terceiro set

29/07/2021 09h15
Por: LEANDRO GEORGETE
Foto: Wander Roberto / COB
Foto: Wander Roberto / COB

Nesta manhã de quinta-feira (29) a seleção brasileira feminina de vôlei entrou em quadra para o jogo contra as mandantes, as japonesas, pela 3ª rodada do grupo A dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O Brasil venceu o jogo por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/18 e 25/  . Com o resultado as meninas mantiveram a segunda posição do grupo, atrás apenas da Sérvia

1º set

A partida começou disputada, mas o Brasil foi crescendo ao longo do primeiro set. As japonesas não desistiram das bolas, mas não foram páreas para segurar o ataque brasileiro. Em uma virada impressionante de Fê Garay, o Brasil abriu 13x6. 

O Japão tentava forçar o erro brasileiro, mas era difícil. Em alguns poucos erros foram onde as japonesas conseguiram os 16 pontos no primeiro set. Alguns erros no bloqueio ou ataques falhos. Mas se o Japão tinha uma defesa sólida, o Brasil também não desistia das bolas e foram em todas. 

Para fechar o set, o que parecia ser tranquilo, se tornou difícil em um rally emocionante, com duração de 47 segundos, onde teve de tudo ataques fortes do Japão e do Brasil, largadas e defesas impressionantes. Mas para fechar o set, a bola parou no paredão brasileiro, com 25x16. 

2º set 

O Japão voltou melhor para o segundo set, virando mais bolas no meio de rede e principalmente pelas pontas. Ishikawa empatou em 9x9 com um belo ace. Porém na sequência as brasileiras abriram 13x9, e posteriormente abriram 17 a 10. O bloqueio brasileiro funcionou no jogo, fazendo 11 pontos originados pelo paredão. 

As meninas japonesas queriam esboçar uma reação para a virada no set, mas as brasileiras seguiram forte para fechar o set. No segundo set point, sem muita chance para o Japão, o Brasil fechou novamente no bloqueio central.

3º set

Novamente as japonesas voltaram melhores do intervalo. Enquanto as brasileiras pareciam se divertir em quadra, com um jogo mais tranquilo, as meninas do Japão fechavam a cara e buscavam a virada. As donas da casa chegaram a abrir 8x6, mas as brasileiras viraram em seguida para 9x8.

O Japão veio forte e virou em 13x11 com um rally emocionante, de 46 segundos. Nesse momento, a levantadora Macrís acabou torcendo o tornozelo e saiu de quadra chorando e carregada pelos médicos brasileiros. A curitibana Roberta assumiu a posição para a continuação do jogo.

Novamente em um rally logo, de 52 segundos, as brasileiras conseguiram diminuir em 13x12 com um ataque na China de Gattaz. Em seguida as japonesas abriram 17x13. Mas o Brasil não deixou barato e buscou, chegando a fazer 17x16.

Após um ataque para fora do Japão, o Brasil empatou na sequência e virou para 21x20 e abrindo 23x21 em erros japoneses. Na liderança, bastou as brasileiras subirem o paredão para terem o match point. Em mais um rally emocionante, o Japão empatou em 24x24, fazendo jogo duro para o Brasil no terceiro set. Gabi abriu novamente o match point e logo em seguida fez o ponto da virada brasileira, fechando em 26x24.

Próximo jogo

A próxima partida será contra a Sérvia, na madrugada do sábado (31), às 04h25.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias