Segunda, 27 de Setembro de 2021 06:58
(41) 98889-8341
Futebol Copa do Brasil

Athletico sofre, mas vence xará Goianiense na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil

Com o resultado, o Athletico só precisa de um empate fora de casa para se classificar para as quartas de final

28/07/2021 18h25 Atualizada há 2 meses
Por: GUILHERME DIAS
Foto: Albari Rosa/UmDois Esportes
Foto: Albari Rosa/UmDois Esportes

Athletico Paranaense e Atlético Goianiense deram a largada nas oitavas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, ás 16h na Arena da Baixada. O jogo que começou muito truncado e teve um primeiro tempo fraco, mas no segundo tempo brilhou a estrela de David Terans, o uruguaio fez a diferença mais uma vez, e garantiu a vitória do rubro-negro, saindo na frente na disputa pela classificação para as quartas de final.

O Furacão veio a campo com duas mudanças diante do Dragão. Richard retornou após se recuperar de Covid-19 no lugar de Christian, que sentiu um desconforto muscular e ficou no banco. No ataque, Renato Kayzer assumiu a vaga de Matheus Babi, impossibilitado de jogar na competição e agora também lesionado.

O Jogo

A partida começou sonolenta. Marcinho tentou um chute de longe com 2 minutos, e foi só. O rubro-negro paranaense tinha dificuldades na saída de bola e o Goianiense pressionava. Aos  20 minutos, em uma cobrança de falta, Bento se atrapalhou e soltou a bola nos pés de Oliveira, que tentou finalizar mas acabou errando.

O Athletico voltou a atacar com Vitinho, aos 22 minutos, o ponta fez um lançamento longo para Nikão que dominou e ajeitou para Kayzer, o centroavante bateu pra fora. 20 minutos depois, foi a vez do rubro-negro goiano tentar jogada com Arthur Gomes, que desperdiçou chutando sem perigo. O lance de maior emoção foi aos 45, em uma cobrança de escanteio de Terans, Kayzer testou forte e Fernando Miguel fez uma defesaça. 

Não deu tempo nem de respirar

No intervalo, António Oliveira mexeu na equipe e colocou Christian no lugar de Leo Cittadini, e não deu nem tempo de respirar. Com 35 segundos, Christian tocou para Marcinho, que cruzou pra área, o uruguaio David Terans de apenas 1.71m surgiu no meio da zaga e cabeceou pro fundo das redes, abrindo o placar. 

Dois minutos depois, Christian enfiou uma linda bola para Renato Kayzer, Fernando Miguel fechou o ângulo e conseguiu mandar a bola pra escanteio evitando o 2º do Furacão. Aos 5, reclamação do time da casa, em uma cobrança de escanteio Oliveira fez falta dentro da área, mas Daronco não marcou o pênalti. 

Eduardo Barroca chamou o banco e fez as primeiras mudanças no ataque, André Luis no lugar de Janderson e Toró na posição de Ronald. Aos 12, Nikão recebeu no bico da área e tentou o chute, Fernando Miguel defendeu em dois tempos. O Dragão começou a melhorar com as substituições, com 14 minutos, Pedro Henrique falhou bisonhamente e a bola sobrou pra Zé Roberto na cara de Bento, o atacante se desesperou e pegou na orelha da bola.

Aos 15, Baralhas dominou disparou, a bola explodiu na trave e Pedro Henrique afastou de qualquer maneira. No minuto seguinte, Erick foi chamado por António Oliveira e entrou no lugar de Richard. Aos 21 minutos, outra boa troca de passes do Athletico, Marcinho recebeu no fundo e cruzou rasteiro, Terans bateu e Fernando Miguel encaixou a defesa.

Balde de água fria 

Quando o Furacão era melhor na partida, veio balde de água fria. Em uma boa troca de passes do Dragão, Arthur Gomes abriu pra Natanael na ponta esquerda, ele cruzou na medida para Zé Roberto, que sozinho mandou de primeira no canto de Bento. Athletico 1x1 Atlético-GO.

O Furacão tentou não se abater com o gol e seguia no ataque. Aos 36 minutos, Christian fez a jogada e ajeitou para Terans, que mandou uma bomba de canhota, o goleiro fez mais uma linda defesa.

Agua mole em pedra dura, tanto bate até que fura

O Athletico seguia no ataque, em busca do desempate. Até que, aos 39 minutos, linda jogada iniciada por Vitinho, que virou o jogo pra Nikão, o meia rolou pra Marcinho que chutou forte, David Terans, conscientemente enfiou o pé na bola pra desviar e colocar pra dentro do gol. Era o desempate, Furacão 2x1.

Após o gol, as duas equipes mexeram em atacado para tentar buscar o resultado. Com 5 minutos acrescentados pelo árbitro, a partida ficou tensa, o Furacão tentava segurar a bola e o Dragão tentava roubar para fazer o contra-ataque. Jogando com o relógio a seu favor, o rubro-negro paranaense esperou o apito final, para vencer a partida. Fim de jogo, Athletico 2x1 Atlético-GO.

Resultado

Com o resultado, o Athletico só precisa de um empate fora de casa para se classificar para as quartas de final. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (08), no Estádio Antônio Accioly, o Castelo do Dragão.

 

FICHA TÉCNICA

Data: 28 de julho de 2021 (quarta-feira)

Horário: 16h30 (horário de Brasília)

Estádio: Arena da Baixada (Curitiba/PR)

Árbitro: Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (FIFA-RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

 

Cartões amarelos: Arthur Gomes (Atlético-GO), Vitinho (Athletico), Christian (Athletico), Willian Maranhão (Atlético-GO)

 

GOLS:

Athletico: David Terans, aos 35 segundos do 2T e aos 39 minutos do 2T.

Atlético-GO: Zé Roberto, aos 25 minutos do 2T.

 

Athletico: Bento; Marcinho (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno, Nicolas; Richard (Erick), Leo Cittadini (Christian), Terans (Zé Ivaldo), Nikão; Vitinho e Renato Kayzer (Carlos Eduardo).

Técnico: António Oliveira

 

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder, Natanael; Baralhas, Willian Maranhão, Arthur Gomes (Lucão); Ronald (Toró), Janderson (André Luis) e Zé Roberto (Arnaldo).

Técnico: Eduardo Barroca

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias