Sexta, 30 de Julho de 2021 23:54
(41) 98889-8341
Tóquio 2020 Pré-Olímpico

Brasil é derrotado pela Alemanha na final do Pré-Olímpico de basquete e está fora de Tóquio

Apesar de boas atuações dos experientes Varejão e Alex, seleção brasileira errou muito no contra-ataque e nas horas mais decisivas

04/07/2021 16h28 Atualizada há 4 semanas
Por: LEANDRO GEORGETE
Foto: Divulgação/CBB
Foto: Divulgação/CBB

Na final do Pré-Olímpico de basquete de Split, na Croácia, neste domingo (04) deu Alemanha. Em atuação extraordinária do alemão Moritz Wagner, do Orlando Magic da NBA, a seleção brasileira foi derrotada por 75 a 64, perdendo a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A derrota interrompe a sequência de duas participações do basquete brasileiro nas Olimpíadas, em Londres e no Rio.

 

O jogo:

 

O Brasil começou mal o jogo. Logo de cara a seleção alemã abriu 6 a 0 no placar com duas bolas de três pontos. Aos poucos a seleção brasileira se fechou na defesa e fez 13 pontos seguidos. Hettshimeir fez um bom primeiro quarto e meteu duas bolas de três pontos para ajudar o Brasil a terminar os primeiros 10 minutos com três pontos à frente no marcador.

 

No segundo quarto a seleção perdeu muitos ataques e viu a Alemanha disparar na frente do marcador. Virou o jogo e abriu 11 pontos de diferença, com 34 a 23. A principal aposta da equipe alemã era rodar a bola até um ficar livre para arremessar a bola de três. Em tempo pedido, Petrovic cobrou a atuação ofensiva do Brasil, que não conseguia aproveitar os contra-ataques e nem a posse de bola. Faltando pouco tempo no relógio a seleção brasileira conseguiu tirar da manga três chutes do perímetro convertidos, com Alex, Caboclo e no estouro do cronômetro, com Yago. Assim foi para o intervalo perdendo por 36 a 34.

 

Na volta do intervalo as duas defesas ficaram muito ativas e o ataque não engrenou. Faltando seis minutos para o fim do quarto, o Brasil assumiu a liderança do placar, com 39 a 38. Porém nas duas jogadas seguintes a Alemanha reagiu e converteu duas bolas de três pontos para assumir o marcador com 43 a 39. A seleção alemã manteve os pontos de vantagem e ia segurando o Brasil no ataque, e aproveitava os lances livres originados pelas faltas. Alex, um dos mais experientes do grupo, fez sua quarta falta no jogo e ficou pendurado para não ser excluído da partida. 

 

No último período as bolas do perímetro da Alemanha continuavam a cair, mesmo com a dura marcação brasileira. Varejão era o melhor no jogo pelo lado brasileiro, com 100% de aproveitamento nos arremessos, 14 pontos e muito bem na defesa. Benite, que foi o destaque do Brasil contra o México na semi, não entrou bem no jogo, sem pontuar muito, convertendo 2 em 17 chutes arriscados . Nos últimos 5 minutos a Alemanha desperdiçou muitos ataques, mas a equipe brasileira não aproveitava os contra-ataques, ficando sem pontuar em todos os lances desperdiçados pela Alemanha. No final, a equipe alemã emplacou bons momentos, roubando bolas e aproveitando ofensivamente e chegou a abrir 12 pontos de frente, faltando 2 minutos para o fim, mas o placar final ficou em 75 a 64 para os alemães, que tiveram 58% de aproveitamento nos arremessos. 

 

O destaque do jogo foi o alemão Moritz Wagner, que fez 28 pontos na partida e fez a diferença na quadra para a seleção da Alemanha.

 

Confira como foram os períodos:

1º quarto: Alemanha 14 x 17 Brasil

2º quarto: Alemanha 22 x 17 Brasil

3º quarto: Alemanha 16 x 12 Brasil

4º quarto: Alemanha 23 x 18 Brasil

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias