Domingo, 28 de Novembro de 2021
21°

Nuvens esparsas

Curitiba - PR

Anúncio
Tóquio 2020 Vacina Covid-19

A hipocrisia do Governo e a vacinação dos atletas olímpicos

Ministério da Saúde anunciou um plano de vacinação para todos os atletas Olímpicos que vão representar o Brasil em Tóquio

11/05/2021 às 15h09 Atualizada em 13/05/2021 às 10h09
Por: DANILO GEORGETE
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Chega a ser engraçado o anúncio do Ministério da Saúde em criar um plano de imunização dos atletas olímpicos do Brasil. "O que eles têm de especial para merecer a vacina mais do que eu?" Foi essa a pergunta que fiz quando vi o ministro Marcelo Queiroga explicando como vai funcionar a imunização.

Ao todo 1.814 pessoas, entre atletas, membros da comissão técnica, árbitros e jornalistas serão vacinadas com doses de vacinas doadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) antes de embarcarem para a competição. Ainda bem que as vacinas usadas não serão a do Plano Nacional de Imunização, mas mesmo assim você acha justo um atleta ser vacinado em um país onde mais de 1.000 pessoas morrem por dia por conta da doença? Acha válido atletas serem imunizados pelo simples fato de representar o país em uma competição?

Um governo negacionista, rival da ciência, que deixou milhões de brasileiros a mercê de uma doença cruel sem a menor assistência. Um governo que não se importa se as pessoas estão morrendo, um presidente que no dia das mães faz churrasco e aglomeração. É esse governo que vai usar doses recebidas pelo COI para imunizar atletas!

Nada contra os atletas, também acho que deveriam ser vacinados, mas se isso fosse um direito igual para toda a população. Eu, você, nossos pais, avós, todos esperam sua vez e hora de se vacinar. Mas os atletas recebem doação e serão vacinados primeiro.

E a desigualdade esportiva que será gerada dentro do país? Atletas vacinados depois disputarão competições contra atletas que não tiveram esse privilégio. Resumindo, é a mesma incoerência dos clubes que estão na Taça Libertadores e Copa Sul-americana receberem imunização e os outros clubes não.

Mas nem de todo ruim é esse Plano de Imunização anunciado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (11), pois o Brasil recebeu 4.050 doses da vacina Comirnaty, produzida pela Pfizer/BioNTech, e 8 mil doses da CoronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac. Como os dois imunizantes precisam de duas doses, serão utilizadas apenas 3.628 vacinas, sobrando 8.422 doses que serão distribuídas para o Plano Nacional de Imunização. 

Com uma conta bem rápida, 4.211 brasileiros vão receber doses dessas vacinas doadas pelo COI. Dos males o menor, teremos pessoas que serão vacinadas com essas doses. Mas cá entre nós, dói saber que estão doando vacinas para nosso país para vacinar atletas. É triste ver pessoas morrendo de covid-19 sabendo que já existe vacina e nosso governo não se preocupou em garantir doses para toda população.

Só que sabem qual o principal problema disso tudo? As vacinas doadas pelo COI ainda não chegaram, isso mesmo, ainda não estão no Brasil e o Governo Federal decidiu começar a imunização usando doses que já estão no Plano Nacional de Imunização. Segundo o Ministério da Saúde as vacinas serão repostas assim que a doação chegar no Brasil. É correto tirar de quem está na fila esperando para imunizar os atletas? 

Sabe aquele complexo de vira-latas que Nelson Rodrigues tanto descreveu em suas crônicas? Nunca esteve tão acesso no nosso Brasil. Vamos deixar claro que outros países também estão recebendo doses do COI, mas se olharmos a estrutura e como esses país lidaram com a pandemia não vejo nenhum problema. O grande problema é viver em um país sem estrutura onde o governo faz circo com vacinas doadas. E eu te pergunto, jacaré pode disputar Olimpíada?

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias