Domingo, 16 de Maio de 2021 00:51
(41) 98889-8341
Anúncio
Esportes Fórmula 1

Vai ser a ponto a ponto

O duelo entre Lewis Hamilton e Max Verstappen promete agitar a temporada

21/04/2021 14h10 Atualizada há 3 semanas
88
Por: Redação
Foto: Divulgação / Fórmula 1
Foto: Divulgação / Fórmula 1

No primeiro tempo sobre a temporada eu escrevi que, a disputa lá no Bahrain, nos permitia sonhar com uma temporada competitiva. Veio a corrida em Imola e o que a Fórmula 1 nos apresenta um duelo pelo título não vai ficar na imaginação e ganha seus tons na pista. A batalha entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, aguarda por cinco anos, vai se desenhando para ser travada em 2021.

Não bastava apenas o fato de termos Verstappen conseguindo chegar em Hamilton, mas, além disso, teremos a famosa disputa ponto a ponto, volta a volta, erro por erro. A Red Bull aproveitou as quedas que o novo regulamento trouxe a Mercedes e fez com que o time austríaco se aproximasse. Com isso, o cenário para o duelo estava perto e, em Ímola, ficou a prova total que a temporada será acirrada. A cena da largada, com os dois se tocando nas primeiras curvas, já nos empolga demais. 

Além do talento de Max Verstappen, que já é algo evidente, o duelo pelo título destaca também porque Lewis Hamilton é o piloto gigante que é. Desde quando começou a quebrar recorde atrás de recorde, surgiu o papo de papagaio que Lewis só conseguiu os feitos pelo carro e entre diversas bobeiras. 2021 está ai para mostrar o quão absurdo é esse papo. Mesmo com material inferior à Red Bull, o carro 44 consegue grande performances, vence provas, passa todo mundo, chega no pódio e demonstrar uma calma absurda quando todo mundo tiraria o volante e deixaria o cockpit.

No fim de tudo isso, Hamilton sorri. Era tudo que ele esperava desde 2016, quando perdeu teve sua última grande disputa pelo título. O fato de se sentir desafiado inflama um campeão, que enxerga uma possibilidade de mostrar o seu valor, provar porque conquistou tudo que conquistou. Para o desafiante, é a chance de mostrar o motivo pelo qual é desejado desde os seus 15 anos por grandes equipes, porque saltou de forma tão grande na Fórmula 1 e tirar o rótulo de “futuro campeão” para “atual campeão”.

 

O que nos resta é curtir o momento, ver mais uma página da história se escrita e torcer para que isso se mantenha. Christian Horner diria que o desafio era bater de frente com a Mercedes não só em uma prova, mas em todas. Já foram duas de 23. Que se resta, porque só de ver que o campeonato vai durar mais que cinco provas já aquece o coração. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias