Sábado, 15 de Maio de 2021 22:54
(41) 98889-8341
Futebol Opinião

A bola ainda rola mesmo com o Brasil em colapso

Em tempos de pandemia o futebol é essencial?

23/03/2021 19h39 Atualizada há 4 semanas
80
Por: DANILO GEORGETE
A bola ainda rola mesmo com o Brasil em colapso

Faz tempo que não apareço por aqui para escrever e sabem o motivo? Anda difícil ter vontade de alimentar a coluna quando vemos o que nosso país se tornou, mas tem dias que temos que escrever para questionar o que acontece no Brasil. Vivemos um caos no sistema de saúdeleitos de UTI faltando de norte a sul, pessoas morrendo na fila de espera, comércios vivendo entre essenciais e não essenciais, economia ruindo e os clubes de futebol e federações querendo ver a bola rolar nos gramados. Dá para acreditar nisso?

Estamos com quase 3mil mortes diárias no Brasil e tem gente que não vive sem futebol, que vê na modalidade uma importância sem tamanho. Futebol é mesmo essencial ou seria só mais uma política do pão e circo? E pasmem meus leitores, não são só os clubes, federações, CBF que rogam pela urgência do futebol seguir, aqui no Paraná grande parte da imprensa também clama pela palhaçada da bola rolando enquanto as cidades vivem com UTI's lotadas e casos e mais casos de Covid-19

Dá para acreditar que existem profissionais de imprensa que glorificam o futebol como se fosse Deus? O país respirando por aparelhos e tem gente que acha que o futebol é a coisa mais sagrada do mundo. Tem que rir para não chorar. Muitos dizem que os protocolos do futebol são seguros, será que são mesmo? Não sou médico infectologista para afirmar que sim ou não, mas uma coisa posso analisar: a quantidade de casos de covid que tivemos na edição 2020 do Campeonato Brasileiro, ao todo foram 320 casos positivos entre comissão técnica e atletas. Só isso prova que por mais testes que possam ser feitos, não tem 100% de segurança, a não ser que a modalidade entre em uma bolha, como a da F1 ou NBA. E mesmo assim, em uma bolha, nada garante que tudo estará 100% seguro.

No último dia 10 de março o presidente da CBF, Rogério Caboclo, afirmou que o futebol não iria parar mas com o agravamento da crise do coronavírus muitos prefeitos e governadores determinaram a proibição das competições estaduais, e na minha opinião foram certeiros. Não tem como ter jogo de futebol com essa crise que estamos vivendo.

Já vi vários colegas de profissão morrerem nessa pandemia, terem sintomas graves e mesmo assim alguns colegas insistem na cobertura esportiva do futebol, torcem por bola na rede. Agora o que vemos é um circo sem fim de federações oferecerem leitos de UTI para ter uma cidade para disputar uma partida. Chega a ser ridículo, tanto para os clubes que vão se sujeitar a isso, quanto as cidades e federações que fizeram esse tipo de oferta. É a triste sina do brasileiro, o que importa é bola rolando e gol, o resto a gente dá um jeito.

E outra pergunta que faço é: os estaduais precisariam mesmo acontecer? É óbvio que não, a temporada 2020 que terminou em fevereiro de 2021 já foi pesada demais, um calendário maluco e agora com esse atraso nos estaduais vamos ter mais um ano bagunçado. E antes que me condenem falando que não penso nos clubes pequenos e nos profissionais que vivem dos campeonatos estaduais eu afirmo que o necessário era um estudo para que esses clubes tenham jogos o ano todo e não só por três meses, deveríamos ter mais campeonatos nacionais, série E, F, G e etc, mas isso é papo para outra coluna.

Eu fico triste de ver que nem toda a imprensa esportiva apoia a suspensão provisória do campeonato, nem todos os colegas batem na tecla para o futebol parar. É triste demais ver isso e soa a ser hipócrita apoiar a realização do futebol quando vemos leitos e mais leitos de UTI se esgotarem Brasil afora.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias