Domingo, 16 de Maio de 2021 00:03
(41) 98889-8341
Anúncio
Geral A

A Argentina chora a morte de Maradona como o Brasil chorou a de Senna

O que são ídolos no esporte? Pessoas que carregam com afinco o amor, a paixão pelo seu país. Guardada as devidas proporções Senna é pro Brasil o que Maradona é para a Argentina.

25/11/2020 14h00
14
Por: Redação
A Argentina chora a morte de Maradona como o Brasil chorou a de Senna

O que são ídolos no esporte? Pessoas que carregam com afinco o amor, a paixão pelo seu país. Guardada as devidas proporções Senna é pro Brasil o que Maradona é para a Argentina.

Nunca na minha vida vi uma idolatria tão fanática como a dos nossos hermanos pelo Maradona. Na primeira vez que visitei Buenos Aires presenciei em diversos momentos o amor deles pelo El Pibe, perdi as contas de quantas vezes respondi a pergunta "Pelé ou Maradona?". Naquela viagem também percebi que a rivalidade Brasil e Argentina é muito mais nossa do que deles, me apaixonei pelo país e reverenciei o amor deles pelo futebol (assumo que senti inveja).

No meu último dia de viagem decidi conhecer o tempo de La Bombonera e lá entre conversas e risadas com torcedores do Boca me perguntaram para que time eu torcia e respondi "Santos". Brincaram falando "Santos de Neymar, Ganso" e eu entrei na onda e respondi "Não, Santos de Pelé" e caímos na risada. Na entrada do museu do Boca tem uma estátua de Maradona, pelas ruas de La Boca várias pinturas do maior ídolo do futebol argentino.

Maradona para o povo argentino é como nosso Senna, imagino a comoção que esteja no país nesse momento, afinal de contas El Pibe é uma religião para eles, a idolatria é tremenda. Maradona foi gênio dentro de campo, meu pai me conta diversas histórias da época que via o campeonato italiano e o Napoli jogando. Fora das quatro linhas Maradona foi rebelde, viveu inúmeros problemas, mas nada que apague tudo que ele construiu com a bola nos pés.

O mundo do futebol perde mais uma lenda e meus sinceros sentimentos ao povo argentino que passa hoje pelo que passamos naquele 1º de Maio de 1994.


Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias