Sábado, 15 de Maio de 2021 22:44
(41) 98889-8341
Anúncio
Geral Estou

Estou com vergonha do meu time ter contratado o Robinho

É desumana a contratação de uma pessoa que realizou um ato tão covarde como o que foi julgado em primeira instância na Itália. Concordo que todo mundo tem a presunção da inocência até que o julgamento tenha o trânsito julgado, é dever de toda pessoa ser considerada inocente até que se prove o contrá

16/10/2020 12h59
14
Por: Redação
Estou com vergonha do meu time ter contratado o Robinho

Eu já escrevi sobre isso anos atrás  e repito: Robinho continuar jogando é só mais uma violência contra a mulher. Eu sou santista, torcedor roxo do clube, meu TCC na faculdade foi um livro reportagem sobre o centenário do Santos. O clube é uma paixão passada de geração em geração na minha família e sempre será assim. Meu amor pelo Santos nunca vai deixar de existir, mas se o clube não rescindir o contrato com o Robinho - contrato o qual nunca deveria ter sido firmado, irei torcer veementemente para o clube perder todos os patrocinadores.

É desumana a contratação de uma pessoa que está respondendo um processo por um ato tão grave e que foi julgado culpado em primeira instância na Itália. Concordo que todo mundo tem a presunção da inocência até que o julgamento tenha o trânsito julgado, é dever de toda pessoa ser considerada inocente até que se prove o contrário. Mas também é dever de um clube de futebol, o esporte mais popular do mundo, evitar contratar um jogador que esteja sendo processado por violência sexual contra a mulher.

Você que está lendo pode dizer "mas todo mundo não é inocente até que se prove o contrário?", sim é isso mesmo. Mas vamos olhar para outras profissões, você acha que alguém que estivesse sendo julgado pelo mesmo crime em qualquer outra área seria contratado por uma empresa? Eu acho que não.

O futebol tem o dom de nos mostrar o quanto ídolos valem mais do que vidas. Vale colocar aqui os vários clubes que já contrataram o condenado goleiro Bruno, agora o Robinho. Ah, podemos lembrar do goleiro Jean hoje no Atlético-GO que agrediu a esposa e que na época defendia o São Paulo que corretamente rescindiu o contrato com o atleta.

O Santos Futebol Clube tem uma glória enorme, não precisa do Robinho no seu escrete, no momento o Robinho precisa mais do Santos do que o contrário. Como torcedor posso agradecer ao Robinho pelas conquistas no Santos, é história não vai ser apagado da memória as oito pedaladas na final do Brasileirão de 2002. Mas não posso compactuar com a sua contratação, não posso deixar que ele seja um dos ídolos dentro do clube, a idolatria foi jogada fora faz tempo, desde o texto que citei no início dessa coluna.

Escrevo como torcedor e sei que muitos haters vão me criticar nas redes sociais, mas eu não tenho medo de expor a minha opinião e que com certeza é a de muitas mulheres e homens torcedores do Santos. O Robinho não nos representa, não queremos ele no clube. O Santos é hipócrita ao defender a violência contra a mulher e contratar um jogador que responde por um crime de estupro coletivo. Se ele vai ser considerado inocente ou culpado no final de todas as instâncias só o tempo para dizer, mas hoje ele é réu e não pode vestir o manto sagrado do Santos.

Caso você não tenha lido a reportagem de hoje no Globo Esporte, indico que leia, pois se não ficar enjoado como eu fiquei peço que deixe de acompanhar minha coluna e o site. Pois aquilo é algo que tem que ter estômago para aturar e eu não tenho.

Reitero, manter o Robinho no elenco do Santos é sujar mais de 100 anos de história e não dar valor a luta das mulheres! Não estou aqui para condenar o atleta, que de acordo com os advogados defende que a relação foi consensual, estou aqui apenas para dar minha opinião de que o clube não deveria tê-lo contratado, uma vez que está respondendo um processo na Itália com uma grave acusação.

Desculpe Santos, mas estou envergonhado de torcer pra você.

Imagem: Ivan Storti/Santos FC




Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias